Horas  8 horas

Coordenadas 7107

Uploaded 10 de Abril de 2017

Recorded Abril 2017

-
-
1.127 m
683 m
0
38
76
152,54 km

Visualizado 1276 vezes, baixado 45 vezes

próximo a Cocais, Minas Gerais (Brazil)

Caminho do Sabarabuçu completo, feito em abril de 2017, a bordo de uma Suzuki DR650 e de outras motos trail e bigtrail. Sol durante quase toda a rota, pegamos um pouco de chuva após Rio Acima, estradas muito poeirentas. Iniciamos em Cocais 9:33 e finalizamos em Glaura 17:33. Exatamente 8h de percurso, com direito a uma longa para para almoço em Raposos.

Recomendado para qualquer moto do tipo trail ou bigtrail, além de viaturas 4x4. No período chuvoso o caminho pode ficar bem interessante, com alguns atoleiros e trechos bastante escorregadios.

COMO CHEGAR:
Iniciamos em Cocais, mas o trajeto também pode ser iniciado em Glaura sem prejuízo para o viajante. Tendo como ponto de referência BH, pegue a saída para Vitória/ES e siga pela BR-381/262. São 62km desde a ponte sobre o Rio das Velhas (divisa BH/Sabará) até o trevo que dá acesso a Cocais e Barão de Cocais. ATENÇÃO: a 381 está em obras, então a sinalização está comprometida em diversos pontos. O trevo está sinalizado somente no local, atente-se para não passar direto. Do trevo são mais 10km pelo asfalto até o início da Estrada Real, a Igreja Matriz do Rosário.

A ESTRADA:
De Cocais a Antônio dos Santos são 21km por uma estradinha de terra vicinal com pouco movimento de veículos. O trecho alterna subida e descidas curtas e moderadas, já na parte final há um aclive acentuado, seguido por uma declive também acentuado que termina no pequeno distrito de Antônio dos Santos (Caeté-MG).

Chegando ao pequeno distrito, entramos à esquerda numa pequena praça, tomando o estradão para Caeté. Estradão está em boas condições, com algumas retas que dá pra acelerar bem. Há um bom movimento de veículos no local, então é preciso tomar atenção, principalmente nas curvas. São mais 21km entre Antônio dos Santos e a Igreja Matriz de Caeté.

Saindo de Caeté, tocamos para o distrito de Morro Vermelho, também por estradão em boas condições. A estrada é bem cascalhada, então é preciso ter atenção e não empolgar nas curvas. Também há um movimento razoável de veículos, principalmente nos fins de semana. São 10km desde a Matriz de Caeté até a Igreja de Nsa. Sra. de Nazaré, em Morro Vermelho.

Saindo de Morro Vermelho são mais 21km até a Igreja de Nsa Sra da Conceição, em Sabará. O trajeto é por uma estradinha vicinal, com muitas curvas, pedras e cascalhos; praticamente só descida desde Morro até o Rio das Velhas. Depois de rodar pelo centro histórico de Sabará, seguimos sentido a MG-262 e pegamos a ponte para o bairro Arraial Velho.

Seguimos por uma estradinha vicinal bastante sombreada sentido Raposos. No KM 81 encontramos uma porteira, era a entrada de uma casa. O caminho original passa pelo quintal da casa, desce por uma trilha e reencontra a estrada adiante. Neste ponto somente motos passam. 4x4 devem um desvio à direita cerca de 100 metros antes da porteira, contornando a casa e caindo direto na estradinha. É uma trilha simples de descer com as motos e complicada de subir. Assim que saímos da casa enfrentamos uns degraus de pedra, com muito limo e bastante escorregadios. Para subir este ponto somente carregando as motos. Terminado os degraus, que é um trecho bem curtinho, de poucos metros, descemos por pedras soltas e depois por uma trilha estreita de terra. Na parte final temos que descer um pequeno barranco, tomando cuidado para não cair na vala do lado direito. Tendo em vista as condições da nossa passagem, subir o local com motos que não são de trilha é muito trabalhoso, não compensa. Faça o desvio. OBS: descer é realmente tranquilo, uma KTM 990adv passou no local.

De volta a estradinha, enfrentamos uma declive acentuado com muitas pedras soltas. Ao final da descida passamos um pequeno córrego e iniciamos uma subida puxada, com algumas pedras soltas também. O ideal é subir no embalo para não perder a tração. Passado este trecho mais complicado, o único do tracklog, rapidamente chegamos a Raposos, depois de percorrer 13,5km desde Sabará.

Chegamos a Raposos 13:21 e resolvemos almoçar no Bar Recanto da Floresta. Embora não sirvam PF, é possível pedir uma guarnição de arroz e a porção de tropeiro e batata frita. Uma porção grande alimenta 6 pessoas tranquilamente. Dividindo sai bem em conta. Depois do almoço resolvemos abortar o temido trecho de trilha entre Raposos e Honório Bicalho, seguindo por asfalto. OBS: o trecho de trilha é realmente complicado, até motos de trilha penam para vencer este trecho da Estrada Real. Se quiser fazê-lo, reserve dois dias para fazer o Caminho de Sababuçu, leve algumas cordas e pessoas suficientes para carregar uma moto.

Pelo asfalto são 12km entre Raposos e Honório Bicalho, onde interceptamos o trecho da Estrada Real. Até Rio Acima é uma estradinha vicinal estreita, com pouco movimento de veículos (motos de trilha passam no local com frequência). O trecho está em condições medianas, com algumas pedras soltas. Trecho praticamente plano, que vai margeando o Rio das Velhas. Atenção no período chuvoso, já que alguns trechos ficam bastante escorregadios, é até possível que pequenos lamaçais se formem. São 9km entre H. Bicalho e Rio Acima.

Saindo de Rio Acima há um longo trecho asfaltado. São 43km até Glaura, nosso ponto final. O trajeto alterna trechos de estradão, mais próximo ao final, e trechos de estrada vicinal em boas condições. Muitos aclives e declives acentuados. Visual bem interessante da Serra do Gandarela, Serra Ouro Fino e das represas na região de Acuruí.

Após Acuruí, até encontrar o asfalto da estrada que leva a mineração de Capanema, há um trecho bem interessante margeando o Rio das Velhas. No período chuvoso esta parte deve ficar bastante escorregadia e formar pequenos atoleiros ou lamaçais.

Saindo do asfalto pegamos um trecho interessante de estrada vicinal até Soares e depois um estradão em boas condições até Glaura, onde chegamos antes do fim da tarde. Na frente da igreja há um bar onde é possível comer algumas coisa antes de retornar.

CONSIDERAÇÕES:
- Trajeto de baixa dificuldade em grande parte, ideal para iniciantes na prática do offroad. Trecho crítico somente a pequena trilha e a estradinha de terra em condições precárias entre Sabará e Raposos. De qualquer forma é um trecho curto.

- No período chuvoso, após fortes chuvas ou com chuva constante o nível de dificuldade pode aumentar bastante, até mesmo para pilotos experientes. Alguns trechos são bastante escorregadios em pontos mais baixos é possível que pequenos atoleiros sejam formados.

- Não conferi o sinal de celular pelo caminho, mas nas cidades telefonia não é problema;

- É possível abastecer nas cidades: Caeté, Sabará, Rio Acima, Raposos. Nos distritos não há postos de abastecimento;

- 75% terra e 25% asfalto. As estradas de terra geralmente estão em boas condições, mesmo as vicinais. Alguns trechos merecem atenção pois há bastante cascalho, o que diminui a aderência, principalmente nas curvas;

- Trajeto tranquilo para ser feito em um dia. Se não parar para almoçar leva cerca de 6h30 ou menos. Para aproveitar algumas cachoeiras da região e outros atrativos o ideal é pelo menos 2 dias.

View more external

Waypoint

Cocais

Waypoint

Antônio dos Santos

Waypoint

Glaura

Waypoint

Caeté

Waypoint

Morro Vermelho

Waypoint

Sabará

Waypoint

Porteira

Risco

Trilha

Piquenique

Restaurante

Waypoint

Honório Bicalho

Waypoint

Rio Acima

Waypoint

Raposos

WAYPOINT 13

3 comentários

  • danielpasoares 4/abr/2018

    Mto legal...obrigado pelas informações...
    eu pretendo fazer essa trilha de bicicleta...vc acha q seria um problema? mto arriscado?
    valeu...

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 5/abr/2018

    Olá Daniel,
    não tem problema algum, é só pedalar! Para isso recomendaria pelo menos uns dois dias de pedal, se estiver em boas condições físicas.

  • Foto de paulo.fg.campelo

    paulo.fg.campelo 23/jun/2019

    Bacana. Valeu por compartilhar. Devo seguir a trilha em julho de 2019.

You can or this trail