Coordenadas 457

Enviada em 28 de Março de 2020

Registrada em Julho 2014

-
-
1.408 m
933 m
0
0,9
1,7
3,43 km

Visualizado 186 vezes, baixado 17 vezes

perto de Rio Bonito, Paraná (Brazil)

IBITIRA-TAPIRA também conhecido como Pedra Branca do Ibitiraquire


Percurso de ida a esta montanha, que fica no setor central da Serra do Ibitiraquire, em frente ao Morro Camapuã. Trata-se de uma montanha de menor porte e com um cume coberto de vegetação densa com vista restrita a algumas poucas janelas de visual para alguns quadrantes em redor.

O cume desta montanha já havia sido galgada anteriormente por vários montanhistas, dentre eles Marcelo Brotto, Júlio Fiori e o pessoal do Nas Nuvens, talvez outros. Desconhecemos a data da primeira ascensão efetiva e quem a fez. A trilha, em sua feição atual começou a ser aberta em 2012, originalmente a partir de uma outra variante, passando para o leito atual após algumas investidas de exploração e consolidação do trajeto em 2013. A caixa de cume foi instalada em 2018 pelo CPM.


CARACTERÍSTICAS DO TRAJETO:
O acesso a esta montanha é feito pela Fazenda Paraíso (Sr. Bento e D. Marisa), que é popularmente conhecida como Fazenda Bolinha, ponto de partida para as ascensões às montanhas dos setores central e sul da Serra do Ibitiraquire, tais como o Camapuã, Tucum, Cerro Verde e Siririca, entre outras.

A trilha é bem óbvia até o cruzo de trilhas (placa), onde se encontram as trilhas do Camapuã, Siririca e o tronco principal, que vem da Fazenda Bolinha. Da placa até o cume da Pedra Branca, a vegetação se fecha e é necessária maior atenção ao trajeto, relativamente sinalizado, com emprego de fitas na cor azul (originalmente). A depredação e intervenções de terceiros (não planejadas) resultaram na colocação de fitas de outras cores.

Além de alguma dificuldade de orientação em meio à Mata Atlântica depois do cruzo, a trilha não apresenta dificuldades técnicas além da vegetação mais fechada, mas exige atenção com insetos e animais peçonhentos, frequentes na área.

A caminhada evolui em subida constante até o cume. Há abundância de água (boa para consumo) até o entrocamento de trilhas. Do cruzo até o topo da Pedra Branca não há mais disponibilidade de água, então recomenda-se abastecer no último ponto de água antes do cruzo.


DIFICULDADE:
A trilha é de exigência física mediana, com ganho altimétrico total em torno de 480m. A graduação - calculada segundo classificação baseada no padrão MIDE tropicalizado resulta nível moderado.

Como este percurso não apresenta dificuldades técnicas, não são exigidas técnicas especiais de progressão, escalaminhada, tampouco equipamentos adicionais.


RECOMENDAÇÕES GERAIS
Como todo percurso em ambiente natural, há riscos que devem ser conhecidos e avaliados pelo caminhante, tais como quedas de mesmo nível, encontro com animais peçonhentos (cobras), insetos nocivos (aranhas, carrapatos, abelhas).

- Recomenda-se SEMPRE o uso de calçado adequado para trilhas em terrenos acidentados: no caso bota de trekking com bom suporte ao tornozelo e calcanhar. Recomenda-se também portar equipamentos básicos para qualquer caminhada, como lanterna de cabeça e pilhas sobressalentes, proteção contra chuva e frio – como um poncho ou anoraque e comida e água suficientes para se manter num dia de jornada.

Ao trilhar pela região você também se torna responsável por ela. Lembre-se:
- Você é o principal responsável por sua saúde e segurança. Preste atenção onde pisa, onde senta e onde se segura. Cobras, aranhas e outros insetos potencialmente perigosos podem ser encontrados na área e constituem riscos reais em qualquer área natural, especialmente nas estações de primavera e verão.
- TRAGA TODO o seu lixo de volta consigo. Se você foi capaz de levar uma embalagem cheia, não vai cair teu braço de trazê-la de volta vazia e dispensá-la corretamente no lixo. Isso inclui suas bitucas de cigarro se você possui o hábito de fumar. Uma latinha metálica dessas pastilhas de hortelã tipo Mentos-Kiss com um pedaço de algodão embebido em água dentro é ideal como cinzeiro, e para carregar suas bitucas com você!
- NÃO DESMATE, NÃO ARRANQUE plantas tais como árvores, flores e cipós. Também não risque ou marque os caules de árvores, tampouco faça marcas ou pichações na antena, em mourões de cercas e outras estruturas que possa encontrar pelo caminho.
- NÃO FAÇA FOGUEIRAS - toda a área é de preservação ambiental e fica sensível a incêndios, especialmente no inverno, quando tudo fica muito mais seco. EVITE ao máximo FUMAR na área e, se o fizer já sabe: não descarte suas bitucas no chão - apague-as com água e traga junto com o seu lixo;
- FAÇA SILÊNCIO e desfrute da natureza como ela é, inclusive seus sons característicos – que não incluem qualquer estilo musical (por mais que você goste) e tampouco as incríveis vocalizações de bípedes como nós;
- Necessidades fisiológicas devem ser feitas longe de cursos d'água (pelo menos a 50m de distância). Dejetos sólidos devem ser enterrados e o papel higiênico trazido de volta com seu lixo;
Agindo desta forma você não se coloca em risco e nem a outras pessoas, como seus próprios companheiros de caminhada ou ainda terceiros que poderiam ser acionados para um resgate, além de contribuir para a preservação do local e da região como um todo, mantendo-os belos e interessantes aos que por ali irão passar depois de você. RESPEITE!


"A natureza também pertence aos que ainda estão por vir"
Boas trilhas!
Pico

Cume Norte

Refúgio de montanha

Fazenda Bolinha

Fazenda Paraíso (Bolinha). Ponto de partida da caminhada.
Rio

1º rio

1º cruzamento de rio.
Pico

Ibitira-Tapira

Ibitira-Tapira. Altitude: 1400m
Árvore

Árvore gigante 1

Árvore gigante. Enorme figueira na trilha.
Árvore

Árvore gigante 2

Árvore Gigante. Grande figueira na trilha.
Waypoint

Rocha

Bloco de Rocha na trilha
Interseção

Entroncamento de trilhas

Cruzamento das trilhas - fazenda, Camapuã/Tucum/Cerro Verde, Siririca e Pedra Branca do Ibitiraquire. Placa indicativa.
Pico

Cume Sul

Cume Sul, pouco mais elevado e próximo da caixa de cume. Janela para o setor sudeste.
Panorama

Janela

"Janela" em meio à vegetação com vista parcial para a serra ao redor.

Comentários

    Você pode ou esta trilha