Tempo em movimento  3 horas 5 minutos

Horas  4 horas 3 minutos

Coordenadas 2497

Uploaded 17 de Março de 2019

Recorded Março 2019

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.112 m
701 m
0
3,7
7,4
14,83 km

Visualizado 86 vezes, baixado 3 vezes

próximo a Coelheira, Viseu (Portugal)

Escolhemos este sábado de Primavera, com bom tempo, para finalmente subirmos o Ribeiro Escuro, subida denominada "A Besta" tal a inclinação e dificuldade desta subida, onde e por diversas vezes temos de colocar as mãos no chão para subir o Ribeiro, com pedras bastante molhadas e escorregadias onde nunca bate o sol.
Iniciamos no fabuloso Parque da Fraguinha, onde existe um Parque de Campismo e agora também uma "Guest House Lago da Garça" junto à barragem. Do Parque seguimos pelo caminho em terra, para rapidamente deixar o estradão, atravessar a ribeira e seguir pela parte de detrás do Parque até chegar à Ribeira do Paivô, neste local, atravessamos a Ribeira pelo pontão em pedra e apanhamos as marcações do PR2 SPS "Rota das Bétulas", onde segue uma levada. Agora seguimos este PR, sempre junto à levada, até bem perto da Capela da Póvoa das Leiras, aqui e junto ao tanque de água, deixamos as marcações, viramos à esquerda e descemos até encontrar a estrada em alcatrão, atravessamos a estrada e continuamos a descer até encontrar novamente a Ribeira do Paivô, onde atravessamos pelas pedras existentes na ribeira, subimos e estamos novamente na estrada e ao fundo do Ribeiro Escuro para iniciar, então, a subida com cerca de 1200 metros, o inicio parece um pouco fechado com vegetação, mas passa-se bem através das pedras, depois aparecem as fitas e marcações do Ultra Trail que já passou por aqui e foram estas marcações que serviram de guia para subir "A Besta", a subida é dura, por vezes aparecem umas silvas e vegetação que temos de contornar ou desviar, mas de pedra em pedra ou pelo meio da água da Ribeira, lá "trepamos" a subida até ao alto, sendo que a parte final, os últimos 100 metros, são os mais difíceis devido à vegetação e à água, no entanto, a beleza desta subida compensa todo o esforço.
Demoramos cerca de uma hora para fazer a subida, ao chegar ao alto foi contemplar todo o Ribeiro Escuro que acabamos de subir, tendo como pano de fundo as Leiras verdejantes da aldeia da Póvoa Das Leiras.
No alto seguimos entre as pedras e as turfeiras até ao estradão das eólicas, depois seguimos no estradão em direcção às Minas das Chãs, antes de chegar à última eólica virada para Norte e onde se avista o Candal, Cabreiros e o Tebilhão, descemos por um trilho florestal até encontrar o caminho que segue para as Minas das Chãs e que se encontram actualmente abandonadas.
Depois da passagem e visita pelo edifícios em ruínas das minas foi continuar a subir até chegar novamente ao estradão das eólicas da Arada, estas viradas para Sul, já no planalto da Serra, deixamos as eólicas e seguimos as marcações do PR2 através de um caminho bastante largo, em terra batida, sempre a descer e que nos leva às bétulas e ao Parque da Fraguinha onde iniciamos este pequeno percurso de cerca de 14 km.
Não aconselho a subida da "Besta" a pessoas sem prática neste tipo de percursos, pois trata-se uma subida muito técnica em que, e derivado às pedras escorregadias, pode ser bastante perigoso, estando fora de questão realizar este percurso em dias de chuva ou em dias em que o Ribeiro tenha bastante água.
Após a subida o trilho não tem qualquer dificuldade, realiza-se por caminhos em terra, largos e sem
grandes subidas ou descidas.
Lógico que o percurso não está marcado, devem utilizar o GPS para quem não conhecer esta Serra da Arada.
Para quem pretender alojamento aconselho https://www.facebook.com/lagogarca/

2 comentários

  • Foto de jorge mar

    jorge mar 27/mai/2019

    I have followed this trail  verificado  View more

    Caro amigo, subida muito dura!! :))
    Continuação de boas caminhadas.
    Abraço,
    Jorge Rocha

  • Foto de CarlosPinto

    CarlosPinto 27/mai/2019

    Sem duvida Joca, mas aquele ribeiro escuro merece a subida abraço e vamos agendar a próxima

You can or this trail