-
-
1.071 m
25 m
0
14
28
56,66 km

Visualizado 109 vezes, baixado 9 vezes

próximo a Gaviões, Rio de Janeiro (Brazil)

Hoje o sítio do Seu Leonídio foi vendido pelo filho. Segue abaixo o relato da época.
No dia 25 de fevereiro de 2007, eu, Berardi e Ana Isabel estivemos em Silva Jardim fazendo um estudo prévio da viabilidade de se chegar à Serra dos Pirineus de maneira fácil, maiores detalhes consultar o relatório da época. O interessante é que encontramos várias possibilidades.
Reunimos os amigos para esta aventura e partimos para um final de semana exploratório.
Contamos com o apoio do Seu Leonídio, proprietário do último terreno da área. Este nos cedeu gentilmente um quarto do galpão anexo a casa. E disponibilizou toda e qualquer fruta que encontrássemos no sítio. Ali fizemos nosso acampamento base.
Seu filho Elziel nos emprestou as chaves das porteiras.
Seu Leonídio contou que seu pai subiu a ponta extrema da serra. Nossa pretensão é subir a parte mais alta.
Na trilha, marcada pelo GPS, colocada no mapa percebemos que chegamos bem próximos. O mapa não descreve com detalhes o relevo da área.
Desta face do vale a serra é íngreme e possui paredões úmidos. Há cristas paralelas a esta separada por caudalosos rios.
O Rio Pirineus ou Crubixabas forma poços profundos esculpidos pela força de suas quedas d’águas. Tivemos a oportunidade de conhecer a lendária “Caixas D’Água”. Famosas pelo tanto em Cachoeiras de Macacu quanto em Silva Jardim. São verdadeiros achados guardados por uma Mata Atlântica exuberante com árvores de madeira de lei centenárias.
Até esse marco geológico, a trilha é uma picada acidentada de cerca de uma hora e meia. Deste ponto em diante quando atravessamos mais acima o rio não há vestígios de passagem humana. Surpreendente há grutas perfeitas para bivaques. Mas não há indícios de caçadores.
A mata úmida faz com que ocorra uma perda excessiva de sais minerais. O calor faz com que fiquemos com nossas roupas ensopadas de suor. As paradas para banho são fundamentais para equilibrarmos nossa temperatura corporal e ao mesmo tempo serve como uma injeção de ânimo ao desgaste físico.
Subimos por dentro da mata com pouca visibilidade até pegarmos uma crista que nos leva até uma encosta íngreme com cerca de 90 º graus de inclinação. De aspecto pitoresco árvores de grande porte se fixam ao paredão coberto por um solo raso. Deixando imensas raízes expostas. O que facilitou nossa ascensão. È a partir daí que ouvimos o pio do Saudade Tijuca atra ave que indica que estamos acima do 800 metros em uma floresta altimontana.
Chegamos ao cume permeado de bromélias espinhentas, que uma certa forma possui abismos nos dois lados.
Uma vez que esse pico inexiste no mapa, tão pouco a crista que percorremos, e por este não possuir uma denominação batizamos de Cume do Bom Pastor. A foto do local comprova ser este um cume. Assim homenageamos Seu Leonídio, um pastor aposentado, que sem nos conhecer direito abriu os portões do seu pequeno paraíso para nos receber.
Devemos relatar que na saída encontramos com seu vizinho, o vereador de Silva Jardim Júnior.
Sports facility

'Caixa D'Água'

"Caixa D'Água"
Waypoint

Carro1

31-mar-07 9:45:08
Waypoint

Crista3

01-abr-07 10:11:20
pico

Cume do Bom Pastor: 1.071 m.

Cume do Bom Pastor
Interseção

Esquerda

01-abr-07 7:35:25
Interseção

Estr de Terra p/ Pirineus

refúgio

Galpão

31-mar-07 10:31:31
Waypoint

Paredão Íngreme

Waypoint

Poço1

31-mar-07 11:24:14
Waypoint

PropJúnior

Prop do Vereador Júnior
Waypoint

Trav de Rio

Waypoint

Trilha

01-abr-07 14:00:20

Comentários

    You can or this trail