Horas  7 horas 13 minutos

Coordenadas 1835

Uploaded 28 de Março de 2018

Recorded Março 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
3.314 m
2.135 m
0
2,5
5,0
9,97 km

Visualizado 564 vezes, baixado 49 vezes

próximo a es Bòrdes, Catalunya (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

Fomos ao Parque Natural de Posets-Maladeta com o objetivo de conhecer parte desta cordilheira e fazer a ascensão de três dos seus cumes mais emblemáticos: POSETS (3375m), MALADETA (3308M) E ANETO (3404M). Lamentavelmente as condições meteorológicas obrigaram-nos a alterar o nosso propósito e apenas alcançamos o cume da Maladeta.

Os últimos três dias desta pequena aventura pelo parque natural estavam destinados à aproximação com pernoita no Refugio de La Renclusa e ascensão dos Picos da Maladeta e do Aneto. As condições meteorológicas adversas da manhã do último dia, no Portillón Superior (2880m), com nevoeiro cerrado e ventos fortes, limitaram a concretização apenas de um dos nossos objectivos: ascensão da Maladeta (3308m), ficando por alcançar o Pico do Aneto.

A ascensão do Pico Maladeta tem início no Refúgio de La Renclusa. Trata-se de um refúgio guardado situado num dos lugares mais emblemáticos do Pireneu Aragonês. É propriedade da “Federación Aragonesa de Montañismo y del Centro Excursionista de Cataluña” (92 lugares, aberto todo o ano, telefone: 0034 974 344 646). Um pouco à frente do refúgio encontra-se uma zona onde é possível acampar todo o ano entre as 20h e as 8h. Depois de uma confortável pernoita e de um bom pequeno-almoço começamos a ascensão em zigue-zague em direção ao Portillón Superior (2880m), por trás de nós, as panorâmicas são espectaculares - Pico de Paderna (2628m), Tuca de Salbaguardia (2738m) e o Refúgio de La Renclusa quase que não se vê, muito pequenino lá ao fundo… Subimos sempre seguindo a vertente Sul, paralelamente à “cresta de los Portillones”, que estão à nossa esquerda. Vamos subindo progressivamente em zigue-zague devido às condições da neve branda até alcançar o desvio para o Portillón Superior que fica à esquerda. Até aqui, o trilho é exactamente igual ao da ascensão ao Pico do Aneto, agora mantemos a direção Sul e seguimos o glaciar da Maladeta. Vemos pela primeira vez diante de nós o Pico de La Maladeta e o Collado de La Rimaya. Continuamos pelo glaciar de La Maladeta até à base do Collado de La Rimaya, com o nosso objectivo sempre à nossa frente…
Chegados à base do corredor de La Rimaya preparamo-nos para fazer a progressão pelo corredor. A subida ao Collado de La Rimaya não apresenta dificuldade de maior, apesar de encontramos neve dura e vento forte lá fizemos a progressão com 45º a 50º de inclinação até ao Collado de Rimaya onde o vento era ainda mais forte. Desde este colado podemos ver toda a vertente sul da “Cresta Maladeta-Alba com El Ibón de Cregueña no primeiro término. À nossa esquerda, temos o Pico da Maladeta Oriental, seguimos contra as fortes rajadas de vento até ao seu cume, aqui temos umas panorâmicas esplendidas dos cumes vizinhos: Maldito e Aneto. O Pico de La Maladeta considerou-se durante muito tempo a montanha mais alta da cordilheira. Depois de apreciar as panorâmicas e das fotos da praxe regressamos fazendo o percurso em sentido inverso até ao Refúgio de La Renclusa.

TRILHA CARRATERA A-139 AO REFUGIO DE LA RENCLUSA

IMPORTANTE:
Trilha invernal que requer equipamento técnico específico e alguma experiência em alpinismo para uma ascensão bem sucedida. Ter sempre em consideração as condições meteorológicas do dia, pois em alta montanha as mudanças são rápidas: baixas temperaturas, nevoeiros cerrados, nevões e fortes ventos que acumulam neve em pontos perigosos que podem originar avalanches… Deve-mos ter o máximo de cuidado, sobretudo na época invernal.

1 comment

  • DiogoHiker 30/mar/2018

    Magnífico! Parabéns pela conquista.

You can or this trail