• Foto de PANTANAL FLUMINENSE NA BAÍA DA GUANABARA - GUAPIMIRIM-RJ

Dificuldade técnica   Fácil

Horas  2 horas 9 minutos

Coordenadas 2345

Uploaded 8 de Julho de 2017

Recorded Julho 2017

-
-
17 m
-17 m
0
9,1
18
36,39 km

Visualizado 429 vezes, baixado 0 vezes

próximo a Magé, Rio de Janeiro (Brazil)

Passeio de barco pelo maior manguezal do estado do Rio de Janeiro que fica entre as cidades de Magé e Guapimirim na área que compreende a APA de Guapimirim.

Para os amantes da natureza, um belo espetáculo onde você pode conhecer e vivenciar a baía da Guanabara de uma forma bem diferente. Durante o passeio que tem uma duração máxima de 2h será possível navegar nos rios que cortam o manguezal, avistar diversos tipos de aves endêmicas da região como as garças e os colhereiros. Fora muitas outras que não pude reconhecer.

Quando a embarcação sai do braço de rio e encontra o mar, descortina-se uma paisagem belíssima e bem pouco explorada do Rio de Janeiro e suas cadeias de montanhas da região serrana. Você consegue ver as cidades de Petrópolis, Teresópolis e até Friburgo (Parque dos Três Picos).

Conseguimos ver de perto como funciona um "curral" de peixes feitos pelos pescadores artesanais autorizados da região. Participamos da festa as aves marinhas que ali pescavam e revoavam em todas as direções.

Também tivemos o privilégio de ver a cidade de São Gonçalo por um outro ângulo com o belo morro de Itauna ao fundo. Aliás, não só isso, mas comprovamos na prática o que qualquer pessoa pode perceber no google maps, como a ilha de Paquetá é próxima a São Gonçalo. Foi muito bom chegar pertinho daquele local.

E para coroar o passeio, nada melhor do que passar bem próximos ao golfinhos conhecidos como botos cinza. Segundo o guia, hoje existem apenas 35 indivíduos da espécie no fundo da baía da Guanabara, e todos são monitorados através de microchips implantados em seus corpos pelo cientistas da que atuam APA. A questão mais controversa em relação a esses animais é que os botos cinzas NÃO estão em extinção, MAS apenas aqueles que vivem no fundo da baía porque ele não migram para outras regiões, ou seja, são moradores fixos da área e morreram ali resistindo bravamente a toda a poluição e degradação sofrido pelo ecossistema por décadas!

Valeu muito conhecer um lugar incrível e tão perto de casa! Esse trabalho turístico é desenvolvido pela empresa Visite Guapi: https://www.facebook.com/visiteguapi
Viste você também e conheça um outro recorte do Rio de Janeiro.

Observação muito importante! Se você fizer o passeio no inverno assim como eu, leve um BOM casaco. Pois chegamos por volta de 7h e estava marcando 14ºC em terra firme, dentro do rio e com o vento acredito que sensação térmica tenha caído para 10ºC... lembre-se disso!

====================================
Para conhecer meu projeto Trekking RJ e ver mais trilhas nas quais participei acesse as mídias abaixo:
FACEBOOK: https://www.facebook.com/trekkingnoriodejaneiro
YOUTUBE: https://www.youtube.com/channel/UCIjz4VuNdLMnr9MnCqbhhNw
WIKILOC: https://pt.wikiloc.com/wikiloc/user.do?id=1956470
PINTEREST: https://br.pinterest.com/edgarfrancowd/trekking-rio-de-janeiro/

View more external

Comentários

    You can or this trail