Coordenadas 1416

Enviada em 12 de Março de 2020

Registrada em Março 2020

-
-
1.275 m
868 m
0
34
67
134,13 km

Visualizado 1348 vezes, baixado 81 vezes

perto de São João dAliança, Goiás (Brazil)

ATENÇÃO:
- Esta trilha está situada em ambiente sensível e em terras privadas, com pernoite em propriedades particulares. A conduta consciente dos visitantes é essencial para que a visitação continue autorizada. Respeite as regras e costumes locais. É desaconselhado o consumo de bebidas alcoólicas e outras substâncias e uso de som alto.
- O caminho passa por diversas porteiras. Deixe-as como encontrou: se fechada, feche. Se aberta, deixe aberta. Alguns pontos podem exigir pular a cerca ou passar a bicicleta por baixo.
- A abertura e sinalização é fruto do trabalho de voluntários no âmbito do projeto ‘Caminho dos Veadeiros’. Não danifique, remova ou altere a sinalização.
- Leve todo seu lixo de volta.
- As informações aqui contidas não são um incentivo a visitas desprogramadas ou despreparadas. Trata-se de rota de ciclismo de longo curso em ambiente natural, sendo necessário conhecimento das técnicas, equipamentos e riscos envolvidos. Você é o principal responsável por sua própria segurança. Na dúvida, contrate um guia.
- Os locais de pernoite oferecem serviços diferentes. Entre em contato com os responsáveis para entender os serviços oferecidos e planejar sua viagem e bagagem.
-A rota passa por acessos de atrativos como mirantes e cachoeiras. Para visitá-los é necessário caminhar em trilhas, por isso recomenda-se ter uma bota ou tênis de trilha na bagagem.
- Todas as atividades e materiais do Caminho dos Veadeiros são desenvolvidos de forma voluntária e sem fins lucrativos por praticantes e entusiastas amadores.
- Ambientes naturais estão sujeitos a mudanças e as informações aqui apresentadas podem se encontrar desatualizadas. Não nos responsabilizamos por eventuais inconsistências ou acidentes decorrentes da prática esportiva.
- É necessário contratar serviço de resgate para voltar do final da rota e, caso desejável, para acessar seu ponto de início.

DESCRIÇÃO:
Localização: Água Fria de Goiás; São João d´Aliança (GO)
Extensão: 134 km
Modal: bicicleta (mountain bike)
Tipo: Travessia
Duração: 3 a 4 dias
Navegação: Fácil, sinalizada. Seguir a marca do Caminho dos Veadeiros. No sentido Sul-Norte seguir as pegadas amarelas em fundo preto. Até o momento há apenas a sinalização do caminho principal, não havendo placas informativas ATENÇÃO: pode ocorrer desgaste da sinalização e mudanças no ambiente. Recomenda-se levar GPS ou celular com aplicativo GPS como backup para navegação. Na dúvida, contrate um guia
Severidade do meio: Moderada
Esforço físico: Alto
Tipo de terreno/ambiente: estradas de terra em boas condições; exposição ao sol; poucos pontos de água; trecho íngremes e de mata fechada onde será necessário empurrar a bicicleta
Custos: pernoite em camping variando de R$25,00 a R$45,00 por pessoa; quarto variando de R$50,00 a R$180,00
Aviso prévio/Reservas: sim, para os locais de pernoite Ecopousada Rebendoleng e Casa Dimorena.
Melhor época: a trilha pode ser percorrida o ano todo. Os meses de maio a setembro correspondem a estação seca, sendo agosto e setembro os meses mais quentes. Os meses de outubro a abril correspondem a estação chuvosa. Recomenda-se cuidado na estação chuvosa, em especial com raios.
Acesso: Saindo do Distrito Federal, seguir pela BR 010 no sentido São João d´Aliança. Ainda nos limites de Água Fria de Goiás haverá uma placa indicando a entrada para o Sítio Bom Jesus, à direita. Segue-se em estrada de chão em boas condições, seguindo as placas indicando o caminho até o Sítio Bom Jesus. Após aproximadamente 11 km passa-se a entrada do Sítio Bom Jesus (que estará à direita) e continua-se na mesma estrada mais 1 km até o portal da Fazenda Vitória. Mais alguns metros haverá um mourão com a primeira marca do Caminho dos Veadeiros.


ITINERÁRIO SUGERIDO:
Dia 1: BR 010-Rebendoleng (35 km)
Saindo do Distrito Federal, seguir pela BR 010 no sentido São João d´Aliança. Ainda nos limites de Água Fria de Goiás haverá uma placa indicando a entrada para o Sítio Bom Jesus, à direita. Segue-se em estrada de chão em boas condições, seguindo as placas indicando o caminho até o Sítio Bom Jesus. Após aproximadamente 11 km passa-se a entrada do Sítio Bom Jesus (que estará à direita) e continua-se na mesma estrada mais 1 km até o portal da Fazenda Vitória. Mais alguns metros haverá um mourão com a primeira marca do Caminho dos Veadeiros.

Todo esse trecho segue por estrada principal. As marcas de sinalização estão dispostas a, no máximo, 1 km umas das outras e há reforços nos pontos de bifurcação. A estrada corta algumas fazendas. Por volta de 10 km toma-se à direita em direção à comunidade Montes Claros, situada aproximadamente na altura do km 12 da trilha. Aqui há a casa da Dona Abadia, moradora da região que pode oferecer água para abastecer os cantis e uma boa prosa. O quintal da D. Abadia também abriga uma jabuticabeira bastante carregada, que é uma atração à parte. A casa da D. Abadia não está na estrada principal, sendo necessário sair cerca de 260m numa estradinha à direita.

Da comunidade Montes Claros são mais 3 km em uma ascensão de 200m até o Morro do Vento, com 1274 m de altitude e onde está localizado um heliporto abandonado, construído na época do Regime Militar. Atenção: pode haver ninhos de marimbondos dentro da construção. Continua-se pela estrada e na altura do km 18 toma-se a esquerda, descendo a serra. A trilha passará por um pasto e será necessário pular uma porteira para continuar a caminhada. Após a porteira a estrada segue por meio de um cerrado bem preservado, ladeada à direita por formações rochosas. Mais a frente passa-se pelo Sítio Vencer. 4,5 km após o Sítio Vencer chega-se à Ecopousada Rebendoleng, que marca o final da Seção SJ 01 e onde é possível pernoitar em camping, quarto coletivo ou chalé privativo e contratar serviço de alimentação. Os preço iniciam em R$ 25,00 (camping sem café da manhã). Entre em contato com a pousada para mais informações.

Dia 02: Rebendoleng-Casa Dimorena (78 km)
Saindo da Chácara Rebendoleng, a rota continua pela estrada que se converterá na Avenida São João, adentrando na área urbana do município após. Toma-se a direita na Rua 3 e já na sequência, a esquerda, na Rua 12, para em seguida acessar a Estrada do Paranã, à direita. Após 7,5 km na Estrada do Paranã, toma-se a esquerda em uma porteira fechada na região conhecida como Duas Cruzes. Segundo a tradição local, na década de 70 pai e filho voltavam de compras na cidade e foram atingidos por um raio naquele ponto, vindo a óbito junto com seus cavalos. Em memória dos dois homens, duas cruzes foram colocadas ali.

Cruzando-se a cerca, o caminho segue exclusivamente pela estrada, cortando a Fazenda do Japonês. Após 1,2 km passa-se uma casa atualmente abandonada, antiga casa do caseiro. O caminho desvia levemente à esquerda, e retoma a estrada. Em mais 1,2 km chega-se à construção inacabada da sede da fazenda, que pode servir de abrigo em caso de emergência. Na bifurcação, mantenha-se à esquerda, seguindo reto e orientando-se pela sinalização. A estrada cortará um pequeno pasto, onde há uma antena e placa solar. Este ponto fornece uma belo visual dos morrotes e vales da Serra do Paranã.

O caminho segue pela estrada principal e após 8,7 km da Duas Cruzes chega-se ao Alto da Andorinhas, onde é possível ver o vale do Extrema, rio que forma a Cachoeira do Label, maior cachoeira de Goiás com 187m de altura, e onde se situa o topo da cachoeira. Mais além no horizonte é possível ver o lago do Paranã. O Alto da Andorinhas é também um dos pontos de divisão do trajeto de bicicleta e caminhada do Caminho dos Veadeiros. A trilha de bicicleta segue reto em direção à GO 236 e a de caminhada (e o acesso à Cachoeira das Andorinhas) toma-se a direita.

A partir do Alto da Andorinhas, segue-se até a GO 236, toma-se a direita na GO 236, seguindo 8,6 km até a Fazenda Eliza, sendo necessário cruzar a porteira. Alguns quilômetros adiante a estrada passa pela terra do Sr. Zé do Facão e aproximadamente na altura de 71,6 km do percurso total, quebra à direita, subindo a serra. A partir desse ponto e nos próximos 5 km a navegação pode ser dificultada, sendo recomendado o uso do GPS, e haverá momentos nos quais será necessário descer e empurrar a bike, por conta da inclinação, terreno e vegetação fechada. A trilha passará por alguns aglomerados de Canela de Ema e afloramentos rochosos.

Na altura de 80,7 km (15 km após a Fazenda Eliza) chega-se a uma bifurcação. À esquerda pode-se acessar a casa do caseiro da Fazenda Águas Claras e à direita tem continuidade a rota, retornando à estrada de chão. Na altura de 106 km (25 km após a Fazenda Eliza) está a fazenda do Sr. Josevan, onde é possível conseguir água e na altura de 112 km chega-se a comunidade Veredas, sendo necessário tomar e permanecer à direita em direção à Rua das Grotas, localizada após ponte sobre córrego, à esquerda. Na Rua das Grotas fica a localizada a Casa Dimorena, local de pernoite do segundo dia. Na Casa Dimorena é possível acampar (R$ 30,00) ou em quarto (R$ 50,00), sendo necessário fazer reserva. Oferecem também alimentação, desde que combinado com antecedência.

Obs. 1: Para acessar a Cachoeira das Andorinhas: segue-se a sinalização do Caminho dos Veadeiros e em pouco menos de 2 km chega-se ao curral, ponto que pode também ser usado para pernoite (ATENÇÃO: este é o único ponto de pernoite autorizado, mas não conta com nenhum manejo. Sempre verifique e esteja atento quanto à presença de animais peçonhento, abelhas e marimbondos). Não há água ao redor do curral, sendo necessário ir até o rio Rodeador, a apenas 400m do curral seguindo as pegadas amarelas. Os melhores pontos de água estão no poço superior, na a pequena queda e no veio de água na margem direita (Nascente). Os poços também são ótimos para banho (evite o uso de sabonete, shampoos ou detergente). Segue-se as marcas do Caminho dos Veadeiros, a partir do curral, para chegar ao rio e acessar os poços superiores. Para ter visão da cachoeira das Andorinhas cruze o rio e continue reto. Após afastar-se do rio caminhe atentando para a direita. Procure as marcas amarelas nas árvores e siga-as. São aproximadamente 15 min do rio até a base da Cachoeira das Andorinhas (Atenção: as pedras abaixo da queda são escorregadias e o terreno bastante inclinado, havendo risco de lesões e até mesmo morte. As melhores áreas para banho são os poços na parte alta.

Obs. 2: Fazenda Eliza, Zé do Facão e Fazenda Águas Claras podem servir como ponto de pernoite intermediário em caso de necessidade ou a depender do itinerário.

Obs. 3: O trecho entre a Fazenda Eliza e a Fazenda Águas Claras atualmente obriga desmontar da bicicleta e empurrar. Não é recomendado prosseguir do Zé do Facão após as 16h devido ao alto risco de perder o caminho e presença de onças.

Dia 03: Casa Dimorena-Macaquinhos (28km)
Saindo da Casa Dimorena, basta seguir a sinalização do Caminho dos Veadeiros pela estrada principal por 28 km até Macaquinhos/RPPN Santuário das Pedras, onde é possível conhecer o complexo de cachoeiras do Rio Macaquinhos que abriga diversas cachoeiras ao longo de um trilha de 6 km (ida e volta). A entrada custa R$ 30,00 e o passeio dura o dia todo. No local também é possível acampar (R$ 20,00). Não há serviço de transporte público na região, sendo necessário contratar um serviço de resgate ao fim da expedição.

CONTATOS:
Geraldo Bertelli/Ecopousada Rebendoleng (translado, informações, pernoite em São João d´Aliança): 62 996694729
Casa Dimorena - Sirlene e Gilmar (pernoite): 61 996123207
Lucimar (translado): 62 998246484
Zéria (translado, informações): 62 998461082
Márcio (translado, informações): 61 981322445
Samuel (aluguel de equipamentos em Brasília): 61 999338383
Chapéu de Sol (pernoite em São João d´Aliança): 62 996461621
Pousada Vitória (pernoite em São João d´Aliança): 62 996487792
Hotel Almeida (pernoite em São João d´Aliança): 62 3438-1923

CHECKLIST BÁSICO
Pernoite (camping)
- Isolante Térmico
- Saco de dormir
- Barraca

Itens gerais
- Itens de higiene
- Tênis para ataque às cachoeiras
- Chinelo
- Roupa para dormir
- Protetor solar
- Repelente
- Alimentação à gosto (atenção ao excesso peso)
- Recipientes para água (2 litros no mínimo)

Bike
- Kit remendo
- Câmara de ar reserva
- Chave de corrente
- Óleo ou cera lubrificante para corrente
- Escova de dente para limpeza da relação
- Flanela ou bucha para limpeza geral da bike
- Lanterna de guidão ou de cabeça
- Capacete
- Óculos sem película para proteção dos olhos
- Luvas de ciclismo
- Bermuda de ciclismo acolchoada
- Jogo de chave Allen

- SEMPRE INFORME SEUS PLANOS E ITINERÁRIO PARA ALGUÉM DE CONFIANÇA.

- NÃO DANIFIQUE OU REMOVA A SINALIZAÇÃO!

- NÃO LEVE CAIXAS DE SOM OU FAÇA CHURRASCO NAS CACHOEIRAS OU CAMPING, POIS TRATA-SE DE AMBIENTE SENSÍVEL COM PRESENÇA DE ANIMAIS SILVESTRES. PARA ESSE TIPO DE COMPORTAMENTO, PROCURE UM CLUBE OU CHÁCARA!
Waypoint

Início(BR010)

Waypoint

SitioBomJesus

Waypoint

MontesClaros D.Abadia

MontesClaros_D.Abadia
Waypoint

Heliporto

Heliporto
Waypoint

Rebendoleng(SeuGeraldo)

Rebendoleng(SeuGeraldo)
Waypoint

DuasCruzes

Waypoint

AltoAndorinhas

AltoAndorinhas
Waypoint

Poço

Poço
Waypoint

Poço

Waypoint

CachoeiraAndorinhas

CachoeiraAndorinhas
Waypoint

Faz.Eliza

Waypoint

ZedoFacao

Waypoint

Faz.AguasClaras

Waypoint

Jovisan(H2O)

Waypoint

Mercearia

Waypoint

RuadasGrotas

Waypoint

Zezin(H2O)

Waypoint

Macaquinhos

Macaquinhos
Waypoint

Trilha cachoeiraAndorinhas

Trilha_cachoeiraAndorinhas

4 comentários

  • Gabri mtb 21/jun/2020

    Poxa, valeu por toda essa informação.. Show!

  • Foto de Benício Hiperativo

    Benício Hiperativo 28/dez/2020

    Olá. Amigos, existe o track log do percurso completo do caminho dos veadeiros? Obrigado desde já

  • Foto de Mato&Pedra

    Mato&Pedra 28/dez/2020

    Benício, a rota completa ainda não está implementada. Só será liberada quando estiver tudo certo. Mas a segunda rota de bike do Caminho dos Veadeiros será o pedal das pontes, que já é uma rota consolidada mas ainda não está sinalizada nem nada. Tem tracklogs aqui na wikiloc.

  • Foto de Benício Hiperativo

    Benício Hiperativo 28/dez/2020

    Em 1 lugar agradeço por demais a sua atenção e informações.
    Mais uma dúvida?!
    A rota caminho das pontes, são Gabriel até alto paraíso, vai ser a SEGUNDA ROTA. E qual seria a PRIMEIRA ROTA.

    Obrigado!

Você pode ou esta trilha