Tempo em movimento  2 horas 6 minutos

Horas  4 horas 11 minutos

Coordenadas 1426

Uploaded 10 de Agosto de 2018

Recorded Agosto 2018

-
-
798 m
758 m
0
2,6
5,2
10,49 km

Visualizado 88 vezes, baixado 0 vezes

próximo a Inhotim, Minas Gerais (Brazil)

Inhotim
Obra: linda do Rosário- Adriana Varejão Na entrada para a galeria Adriana Varejão, encontra-se o que parece ser inicialmente, um muro de azulejos quebrados. Mais do que isso, um muro com "carnes", e outras pinturas em azulejos. Além de seus importantes significados, podemos relacionar essa obra com teorias da fisica moderna, em especial a teoria da relatividade. O espaço- tempo na relatividade especial consiste de uma variedade diferenciável de 4 dimensões, três espaciais e uma temporal (a quarta dimensão). Na arte tem-se suas dimensões de espaço e tempo. Na obra; Linda do Rosário, o espaço é ocupado por um muro e pinturas, (das quais tem suas dimensões; altura e largura, além de trazer a perspectiva de profundidade). A quarta dimensão (tempo), vem da perspectiva da artista, ou seja, o tempo é registrado por ela. No que se refere ao tempo, também é possível discutir o momento histórico em que esta obra foi produzida.
Obra: Através,1983-1989 A obra “Através” de Cildo Meireles desperta nas pessoas que há visitam diversos sentimentos,ou seja,é uma obra de grande impacto sentimental,ela desperta essas emoções por meio de jogos formais com materiais que são do cotidiano ,lidando com questões mais amplas como por exemplo a nossa maneira de perceber o espaço,e em ultima analise, o mundo. A obra é uma espécie de junção de diversos materiais envolvendo vidro,arames,cercas objetos que criam barreiras com os mais diversos tipos de cargas psicológicas,ou seja, podendo gerar diferentes tipos de sentimento nas pessoas.Isso ocorre devido a diversidade de materiais, a obra pode passar uma impressão de uma cortina de chuveiro ate uma grande prisão o que causa vários sentimentos nas diferentes pessoas que á observam. A relação dessa obra com o espaço-tempo se da pelo fato da obra fazer com que o corpo experimente esta estrutura fazendo você descobrir e deixar para traz varias barreiras,ou seja, é uma mistura de sentimentos que pode causar nas pessoas diferentes reações dependendo do ponto de vista de cada uma,que no caso causa uma diferença critica de uma pessoa para outra com relação ao espaço e o tempo.
A obra "Desvio para o vermelho" de Cildo Meireles possuem três ambientes. O primeiro ambiente e nomeado de impregnação, nele estamos no interior de uma casa que possui todos os seus móveis e objetos em tons de vermelho. A composição dos móveis também chama a atenção, tudo está posicionado de uma forma impecável. O segunda ambiente, Entorno, nele nos deparamos em um corredor preto com uma pequeno frasco caído por onde sai um líquido vermelho que forma um "caminho". Se seguirmos a tinta vermelha chegamos ao terceiro ambiente, desvio, onde está tudo escuro e a única e pouco iluminação que possui está no fundo, em volta a uma pia que derrama algo constantemente, quando nos aproximamos percebemos que a pia branca está completamente respingada por um líquido vermelho que, assim como o que vai dá torneira, nos remete ao sangue. O espaço-tempo está relacionado com a variedade de dimensões. Na obra possuímos 3 espaciais que estaria relacionada com a altura, largura e profundidade da própria sala na qual e feita a obra. A quarta dimensão seria o tempo, que está ligada com a perspectiva do artista e o que ela representa. Desta forma, acreditamos que a narrativa da obra refere-se ao quando estamos todos envolvidos nas mazelas da sociedade, ao quanto nossa intimidade está impregnada pelo produto que ela mesma e seus diversos setores criam; o sangue que dela escorre invade o mais íntimo de cada pessoa. É como se houvesse a intenção de lembrar que não existe a separação entre sujeito social e sujeito individual; O que acontece no meio social transborda para intimidade e, assim, somos todos responsáveis pelo sangue derramado.
Glove Trotter, 1991 A obra Glove Trotter de Cildo Meireles lida com questões clássicas da escultura: volume, peso e gravidade. Podendo ser explicada pela teoria da Relatividade de Einstein, tendo em vista que foi uma obra inspirada nas curvaturas e dimensões da mesma, sendo ela, ao reunir esferas de diferentes proveniências uma representação idêntica da curvatura de deformação no espaço-tempo. Diferente apenas no aspecto em que a obra retrata tal curvatura em forma de parábola, com a concavidade para cima, enquanto teoricamente na verdade ela é com a concavidade para baixo, isso talvez seria um desafio muito grande para que Cildo conseguisse tal representacao de forma tão idêntica ao das coordenadas de espaço tempo.
Dan Graham vive em Nova York, suas obras estão entre uma linha tênue de arquitetura e escultura. Sendo que a maioria das suas obras ele usa vidros muitas vezes ele utiliza do espelhamento como atrativo para suas obras prendendo os vidros pelas bordas de metais. A obra Basected triangle fica próxima a entrada do Instituto Inhotim ao lado da lagoa em uma área aberta, onde a pessoa entra e consegue ver seu reflexo no espelho mas como alguns apresentam curvas acontecem distorções no seu reflexo , também sobrepõem camadas onde além de conseguir se ver vê o outro lado também assim provocando uma confusão na nossa percepção de espaço. O reflexo presente nos espelhos mostram uma grande distorção do reflexo normal, sendo que ele aumenta sua largura fazendo com que você pareça mais forte e musculoso, outro te deixa mais alto mexendo com a altura do seu reflexo desse modo mexendo com a nossa percepção de espaço-tempo que mudou graças a curvatura presente nos espelhos.
Obra: The Mahogany Pavilion (Mobile Architecture No.1), 2004. Legenda: A obra é instalada ao ar livre e ao lado de uma árvore de mogno brasileiro, em meio ao jardim tropical da instituição. A escultura sugere tanto as feições de uma árvore quanto uma espécie de abrigo, semelhante a como os vikings usavam seus barcos para fazer de morada durante o inverno. Além de seu significado histórico, colonial e ecológico, podemos fazer relação com a teoria da Relatividade e explicar um outro possível significado para a obra. O espaço-tempo de acordo com a nossa percepção, exige que tenhamos três dimensões espaciais para descrever a posição de um corpo no espaço e uma para descrever o tempo desse mesmo corpo. Com isso perceber-se na obra uma dupla inversão. A primeira na posição do barco que está posto de cabeça para baixo e a segunda na do percurso América do Sul –Europa, trajeto original de importação da madeira mogno.
A obra possui um sentido abstrato e pessoal em que quem a observa pode interpretar de maneira diferente de outras pessoas. Em minha opinião, a obra representa as estruturaras sociais que se estruturaram com o tempo e que continua se estruturando, observa se pilares em uma ordem progressiva de tamanho e proporcional as anteriores. Pode se fazer uma analogia também como uma hierarquia social em que a maior peça precisa das menores para se sustentar, a maior peça representa uma pessoa com grande poder social e as menores peças são pessoas que possuem menor poder social.
O artista Olafur Eliasson relata um jogo de luz e água que é iluminada pela luz, a água fica jorrando continuamente subindo diante de nossos olhos como gotas de cristal suspensas no ar. Este efeito que a luz causa, é causada por uma fração de segundo, é algo que acontece em nossa percepção e imaginação. A obra do autor na maioria das vezes ele utiliza grande escala, que é recriado artificialmente os fenômenos naturais para investigar a percepção do tempo, luz e gravidade, do movimento e do som. Elementos relatados em sua produção incluem vapor, água, fogo, vento ou o Sol. A relação da obra com o tempo é quando a luz pisca rapidamente (várias vezes por segundos) percepção de tempo muda, e a relação do espaço está ligado a Cordenadas (Altura e largura) , e com a variação da altura com a percepção do tempo.
Obra: Continente Nuvem - Rivane Neuenschwander A obra Continente Nuvem é formada basicamente por bolinhas de isopor se movimentando constantemente em um teto dividido de forma semelhante a coordenadas geográficas. As bolinhas em determinados momentos formam continentes e em outros, nuvens, duas coisas que são dadas como inconstantes, em movimento e mutáveis fazendo um paralelo com a percepção de espaço-tempo por Einstein. O espaço-tempo pode ser movido, distorcido e dobrado sendo tão variável quanto o isopor projetado no teto translúcido, é como poder observar toda a movimentação de fora e em uma proporção maior do que a que sentimos normalmente. O movimento pode ser relacionado também com a diferença de tempo, no teto em que ocorre locomoção o tempo mesmo que imperceptivelmente passa mais rápido do que o tempo do espectador parado.

Comentários

    You can or this trail