• Foto de {Eco-Escolas; Eco-Trilho (mar); Colégio Internacional de Vilamoura}
  • Foto de {Eco-Escolas; Eco-Trilho (mar); Colégio Internacional de Vilamoura}
  • Foto de {Eco-Escolas; Eco-Trilho (mar); Colégio Internacional de Vilamoura}
  • Foto de {Eco-Escolas; Eco-Trilho (mar); Colégio Internacional de Vilamoura}
  • Foto de {Eco-Escolas; Eco-Trilho (mar); Colégio Internacional de Vilamoura}
  • Foto de {Eco-Escolas; Eco-Trilho (mar); Colégio Internacional de Vilamoura}

Tempo em movimento  uma hora 31 minutos

Horas  2 horas 13 minutos

Coordenadas 1173

Uploaded 11 de Maio de 2019

Recorded Maio 2019

-
-
69 m
6 m
0
1,7
3,5
6,96 km

Visualizado 301 vezes, baixado 1 vezes

próximo a São Rafael, Faro (Portugal)

Posto 1. Praia do Castelo
O percurso começa na praia do Castelo. Nesta praia as arribas são elevadas, o que define a paisagem envolvente. O areal, encontra-se entre as rochas das arribas, e apresenta recantos escondidos e pequenas enseadas. É uma praia de rara beleza mas as arribas apresentam algum perigo. À volta da praia podemos encontrar pinhais que tornam muito apetecível um passeio pedestre naquela zona.

Podem encontrar-se diversas aves marinhas, como os falcões ou os corvos-marinhos, pois estes apreciam as zonas inacessíveis aos predadores terrestres. Ao caminhar pelas arribas podemos observar os algares, formações rochosas interessantes e pequenas enseadas de grande beleza.

Continuando o percurso deve-se subir a estrada e virar em direção à praia do Evaristo. A partir desta praia é só seguir o carreiro paralelo ao mar em direção a oeste. Neste percurso existem pequenas praias isoladas de grande beleza e é possível contorná-las por um caminho por vezes escavado na rocha e que passa por zonas de vegetação densa.



Posto 2 Praia do Lourenço
Na Praia do Lourenço pode-se explorar a diversidade de animais e plantas aquáticas nas pequenas piscinas naturais, ou pode-se ainda praticar mergulho nesta zona e observar muitas mais espécies aquáticas.

Na zona circundante da praia existem plantas como o tomilho, a perpétua das areias, salgadeira e barrilha.
Para continuar a caminhada deve-se seguir pelo meio da praia e apanhar o carreiro no final da mesma, seguindo sempre para oeste paralelamente ao mar.



Posto 3. Antenas, Rocha da Galé
Num promontório bastante visível devido à existência de antenas tem-se uma bela vista sobre o mar.

No mar avistamos a Rocha da Galé, uma formação rochosa que o mar tem desgastado ao longo dos anos e que antes tinha um formato que fazia lembrar uma galé, diz-se que este nome se deve ao naufrágio de uma embarcação naquela zona em tempos idos, esta rocha deu o nome também à praia onde se avista.

O caminho continua em direção ao parque de estacionamento da praia da Galé, também conhecida pelos mais antigos como Praia das Pedras Amarelas, provavelmente devido às enormes formações rochosas dessa cor que podemos encontrar nesta praia. Neste local podemos encontrar restaurantes abertos durante todo o ano. Também podemos encontrar uma escola de surf, em dias de inverno o mar enche-se de praticantes de surf.

O percurso continua pelo parque de estacionamento e passa nas traseiras do restaurante “Praia da Galé”. A 300 m deste restaurante existe um parque de estacionamento e neste parque deve seguir-se por um passadiço de madeira em direção a Armação de Pêra, que já se consegue avistar.

No final do passadiço deve-se sair por um caminho de terra até ao parque de estacionamento dos Salgados.



Posto 4. Lagoa dos Salgados
A lagoa dos Salgados é uma zona húmida alimentada por duas ribeiras: a ribeira de Espiche e a ribeira de Vale Rabelho, que ocupa uma área aproximada de 70 hectares da qual uma grande parte encontra-se coberta por uma densa vegetação aquática onde podemos encontrar variadas espécies animais, principalmente aves, mas também animais das áreas agrícolas envolventes como toupeiras, lebres e raposas.

Na zona norte estão campos agrícolas tradicionais, a leste existe o Campo de Golfe dos Salgados.
Ao chegar ao parque de estacionamento dos Salgados seguir por novo passadiço no qual é possível, num miradouro criado para o efeito, observar toda a Lagoa e as aves que nela habitam.
No fim do passadiço deve-se seguir sempre em direção a oeste até Armação de Pêra, pela praia ou pelo caminho de terra paralelo ao mar.



Posto 5. Armação de Pêra
Em Armação de Pêra podemos ir até à fortaleza, a qual foi construída entre 1661 e 1667, esta data encontra-se na Pedra de Armas que eleva o arco de entrada da mesma.
O nome Armação de Pêra deve-se ao facto de os pescadores da aldeia do interior de Pêra usarem esta praia para preparar a “armadura” (equipamento de pesca e redes).

A tradição piscatória de Armação de Pêra ainda perdura,


Trilho criado pelo Eco-Clube do Colégio Internacional de Vilamoura

View more external

Comentários

    You can or this trail