Os esportes olímpicos no Wikiloc

Saiba quais 13 esportes dos Jogos Olímpicos de Tóquio estão disponíveis como atividade no Wikiloc

Autor

Um corredor em uma corrida durante um pôr do sol avermelhado
Atletismo, o esporte com o programa olímpico mais extenso — Foto de @andrewussur

A partir de sexta-feira, 23 de julho, até domingo, 8 de agosto, os Jogos Olímpicos de Verão de 2020 serão realizados em Tóquio. O evento no Japão foi adiado por um ano devido à crise de saúde global. Serão 16 dias frenéticos em que serão praticadas até 46 modalidades diferentes, entre as quais se destacam a estreia de 4 modalidades: escalada esportiva, skate, surfe e caratê, além da volta do beisebol/softball.

Estes são os 13 esportes olímpicos que estarão presentes em Tóquio 2020 e que estão disponíveis entre as 80 atividades do Wikiloc:

Atletismo

O atletismo tende a ser o principal evento nos Jogos Olímpicos. É o esporte que conta com mais modalidades competitivas diferentes, com corridas de velocidade, salto e lançamento, maratona e marcha atlética, além de provas combinadas (decatlo masculino e heptatlo feminino). A maioria das competições será realizada no Estádio Olímpico de Tóquio, onde uma pista de corrida olímpica (uma pista oval de 400 m de comprimento) encanta. Contudo existem modalidades, como a maratona ou a marcha atlética, que, especificamente, acontecerão nas ruas da cidade de Sapporo.

A maratona é uma corrida de longa distância (42,195 km) que sempre fez parte dos Jogos Olímpicos desde as primeiras Olimpíadas realizadas nos tempos modernos, que foram em Atenas em 1896. A primeira competição feminina foi em Los Angeles em 1984.

Ciclismo mountain bike

O mountain bike, em sua especialidade XCO (Cross-Country Olympic), será realizado em um circuito criado especialmente para a ocasião, com mais de quatro quilômetros de estreitas trilhas de terra de pista única, com declives intensos e muitas áreas com obstáculos rochosos.

É um evento esportivo espetacular no qual todo ciclista adorará ver os melhores pilotos pedalando pela Pista de Mountain Bike de Izu, que tem uma vista incrível do Monte Fuji.

Tendo ganhado popularidade em todo o mundo nas décadas de 1980 e 1990, o mountain bike é a segunda atividade mais popular no Wikiloc, com o upload de mais de 6 milhões de trilhas no mundo inteiro.

Ciclismo de estrada

Evento olímpico há 125 anos (Atenas 1896), o ciclismo de estrada é um dos esportes clássicos praticados em quase todos os Jogos Olímpicos modernos. Na categoria feminina, foi disputado pela primeira vez em Los Angeles em 1984, em uma corrida intensa que precisou ser decidida por meio de um “photo finish”: o fim de uma corrida quando os competidores estão tão próximos que a fotografia (ou outras tecnologias, como sensores a laser) deve ser usada ​​para verificar quem alcançou a linha de chegada primeiro.

As competições a serem realizadas em Tóquio 2020 serão uma corrida de ciclismo de estrada e uma prova contra o relógio individual. No ciclismo de estrada, os ciclistas da categoria masculina terão uma distância de 234 km, enquanto a feminina terá 137 km. A prova contra o relógio individual será de 44,2 km na prova masculina e de 22,1 km na feminina.

Você sabia que no início do ciclismo olímpico apenas atletas “amadores” podiam participar? Somente nos Jogos de Atlanta de 1996 que os ciclistas profissionais foram autorizados a participar da competição.

Um ciclista em uma estrada pavimentada, pedalando em sua bicicleta de estrada
O ciclismo de estrada fará parte dos Jogos de Tóquio 2020 — Foto de @Jordi Bielsa

Maratona aquática

A natação é mais um dos esportes tradicionais incluídos desde a inauguração das Olimpíadas modernas. Enquanto a maioria das provas é realizada em piscinas de 50 metros de comprimento, as três primeiras edições dos Jogos Olímpicos modernos (Atenas 1896, Paris 1900 e Saint Louis 1904) foram realizadas em águas abertas.

Cento e quatro anos depois, as águas abertas (mares, rios ou lagos) novamente ocuparam o centro do programa olímpico com a estreia da maratona aquática em Pequim 2008. A maratona em águas abertas é uma prova de resistência com um percurso de 10 km. Apesar da grande distância que os atletas devem percorrer nadando, é cada vez mais comum que a prova termine com um sprint até a linha de chegada.

A espetacular Rainbow Bridge e a Estátua da Liberdade de Odaiba (uma réplica da encontrada em Nova Iorque) serão um dos espectadores de elite da maratona aquática no Parque Marítimo de Odaiba.

Nadadores entrando no mar a toda velocidade para começar uma etapa da natação em águas abertas durante uma corrida de triatlo
Durante a maratona aquática, os atletas nadam em águas abertas — Foto de @ARTUROO

Triatlo

Combinando natação, ciclismo de estrada e corrida, o triatlo é uma prova multiesportiva de resistência. A distância olímpica é de 1.500 metros de natação, seguida de 40 km de bicicleta e por último uma corrida de 10 km a pé.

Além do esporte individual que tem sido celebrado nos Jogos Olímpicos desde Sidney 2000, este será o primeiro ano em que as Olimpíadas também incluirão revezamentos mistos. Cada equipe será composta por dois homens e duas mulheres, cada um dos quais terá que fazer 300 metros de natação, 8 km de bicicleta e correr 2 km antes de tocar no próximo membro da equipe. São corridas rápidas e frenéticas que não permitem nem mesmo piscar.

Canoagem slalom e canoagem de velocidade

Seja de canoa ou caiaque, os atletas que praticam canoagem slalom precisam remar pelas correntes de um canal de corredeiras, passando por balizas obrigatórias, com o objetivo de fazê-lo no menor tempo possível. A trajetória cobre cerca de 250 metros, que podem ter até 25 balizas, das quais 6 a 8 deverão ser atravessadas ​contra a corrente.

A canoagem slalom esteve presente nos Jogos Olímpicos de Munique 1972 como um esporte de demonstração, mas somente em Barcelona 1992 foi oficialmente incluída como um esporte de competição nos Jogos Olímpicos. Essas competições foram realizadas no Parque Olímpico de La Seu d’Urgell.

Por outro lado, a canoagem de velocidade (também conhecida como canoagem em águas calmas) é outro esporte olímpico praticado em canoa ou caiaque. A diferença é que na canoa rema-se ajoelhado com um remo de pá única, enquanto no caiaque rema-se sentado com um remo de duas pás.

Os atletas nesse evento esportivo competem contra seus rivais enquanto cobrem distâncias de 200 a 1.000 metros. Um início adequado e a velocidade atingida são fundamentais para ser o primeiro a cruzar a linha de chegada.

Esse esporte veloz fez parte dos Jogos Olímpicos de Paris 1924, onde foi um esporte de demonstração. Tornou-se um esporte oficial de competição olímpica em Berlim 1936 (Londres 1948 para a categoria feminina).

Remo

O remo é um esporte competitivo olímpico realizado em águas calmas e abertas, com categorias diferentes dependendo do barco e do número de remadores. Na presença de ondas e ventos fortes, a prova é cancelada, como aconteceu nos primeiros Jogos Olímpicos modernos. Ele finalmente estreou em Paris 1900 (Montreal 1976 para a categoria feminina).

Em Tóquio 2020, haverá até quatorze provas diferentes (7 para homens e 7 para mulheres), onde os remadores terão que seguir em linha reta e voltados para trás por 2.000 metros através do Canal Sea Forest na capital japonesa.

Vela

Nas regatas à vela, muitas vezes ocorrem verdadeiras batalhas contra a natureza. Isso também é o que está previsto para a próxima edição dos Jogos Olímpicos: no Porto de Iates de Enoshima (localizado em Fujisawa), as ondas, a maré e o vento variam com facilidade. Esse porto para barcos à vela já havia participado dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 1964.

A vela é um dos esportes históricos das Olimpíadas, pois faz parte do programa desde Paris 1900, exceto nas Olimpíadas de Saint Louis 1904.

Escalada esportiva

Com sua estreia em Tóquio 2020, os escaladores olímpicos terão que enfrentar uma combinação de três eventos diferentes: velocidade, bouldering (escalar um bloco) e lead (dificuldade).

Na prova de velocidade, dois escaladores competirão em uma parede de 15 metros com ângulo de 95º, com o objetivo de ser o mais rápido a chegar ao topo. No bouldering, eles deverão escalar o máximo de rotas fixas que puderem em quatro minutos em uma parede de 4,5 metros. Por outro lado, na prova de dificuldade, o desafio será subir até o ponto mais alto possível em uma parede com mais de 15 metros de altura em no máximo 6 minutos.

A escalada é uma das atividades em ascensão no Wikiloc nos últimos anos.

A silhueta de um alpinista contra um céu rosado ao fundo
Escalada, um esporte em alta — Foto de @G.A. R54M

Skate

Outro esporte que entrará pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, que também é uma atividade disponível no Wikiloc, é o skate.

O skate, popularizado principalmente pelas gerações mais jovens e frequentemente praticado em áreas urbanas, terá duas competições diferentes em Tóquio 2020: street e park. Na categoria street, a competição é realizada em uma pista que imita a rua e deverá ser utilizada para demonstrar suas habilidades a fim de obter a pontuação mais alta do grupo de juízes. Já na categoria park, o objetivo é o mesmo, mas a prova acontece em uma pista ondulada com subidas e descidas, além de curvas especiais.

Hipismo

A equitação olímpica possui três modalidades diferentes (adestramento, salto e CCE), onde os cavaleiros disputarão as medalhas olímpicas individualmente ou em equipes.

Destreza e elegância são evidentes no adestramento para o deleite de todos os amantes de cavalos. No salto de obstáculos, eles devem completar um percurso de 12 a 15 obstáculos que variam de 1,40 a 1,65 m de altura. E no CCE (adestramento, salto e cross-country), os cavaleiros enfrentam um percurso de cerca de 6 km com seu cavalo com mais de 40 obstáculos a superar. Durante a prova, eles atingem velocidades superiores a 30 km/h!

Um cavaleiro em um cavalo branco em uma trilha de cavalos
Equitação é o esporte de montar a cavalo — Foto de @garbiteri

Golfe

Evento olímpico em Paris 1900 e Saint Louis 1904, o golfe desapareceu da agenda olímpica até as Olimpíadas do Rio 2016.

O formato do esporte que passará a ser disputado em Tóquio 2020 será o Stroke Play. Durante quatro dias, os golfistas participarão de quatro voltas de 18 buracos (72 voltas no total), em que o campeão olímpico será o golfista com o menor número total de tacadas. A sede do golfe (Kasumigaseki Country Club) está localizada entre as colinas verdes de Musashino, na cidade japonesa de Kawagoe.

Um golfista no meio do green
Em Tóquio 2020, o golfe estará nas Olimpíadas pela quarta vez — Foto de @fstmo