Como ler um mapa

Aprenda a ler as informações básicas fornecidas nalguns dos mapas mais populares

Autor

Um telemóvel com um mapa offline da Wikiloc no ecrã
Um mapa offline da Wikiloc

Ter uma grande variedade de mapas de alta qualidade é importante, mas também é importante saber lê-los. Afinal de contas, o facto de conseguir ler um mapa será muito útil em qualquer das suas aventuras ao ar livre, desde o momento em que começar a planear o seu percurso, até à altura em que estiver a percorrê-lo.

Antes de examinarmos os mapas mais populares que se encontram disponíveis e de entendermos as informações que podemos obter em cada tipo de mapa, devemos contextualizar-nos: o que é a cartografia? A cartografia é a ciência que assume a responsabilidade de representar em mapas as informações geográficas do terreno. Essas informações podem ser recolhidas através da observação do terreno, a qual constitui um trabalho imprescindível para possibilitar o fornecimento das várias camadas de informação necessárias à elaboração de mapas detalhados e precisos.

Para interpretar adequadamente essas informações, é preciso ter em conta alguns fatores:

A escala do mapa:

A escala encontra-se relacionada com a proporção entre a distância que separa dois pontos representados num mapa e a distância real na superfície da Terra. A escala tem tendência a aparecer sob a forma de um número que indica a distância no mapa e a distância real, separadas por dois pontos (:) ou por uma barra de divisão (/). Por exemplo, uma escala de 1:325 000 significa que cada milímetro de separação entre dois pontos no mapa equivale a 325 000 milímetros em termos de distância real.

Quando nos referimos a um mapa como sendo de pequena escala, isso significa que a escala é inferior a 1:100 000. Contrariamente ao que o nome pode dar a entender, esse tipo de mapa é utilizado para mostrar informações geográficas bastante vastas, como por exemplo, países, continentes ou hemisférios. Nesses mapas, o nível de detalhe é mais reduzido. Por outro lado, os mapas em grande escala tendem a ser mais utilizados e apresentam escalas superiores a 1:10 000. A sua utilização é comum, devido ao facto de representarem pequenas áreas, uma vez que, nesses mapas, o nível de detalhe é mais elevado. Pelo mesmo motivo, esses mapas também são os mais comuns na prática de atividades ao ar livre.

Nos mapas fixos (como um mapa de papel) a escala é apresentada na legenda. Por outro lado, nos mapas digitais, a posição da escala varia, consoante a navegação. Em muitos casos, como no caso da Wikiloc, a escala ideal é apresentada por padrão, a fim de garantir uma experiência positiva.

A orientação do mapa:

Para obter uma leitura adequada de qualquer mapa, terá de levar em conta a direção do norte. Os mapas tendem a ser criados com o norte na parte de cima, para que o utilizador se possa orientar facilmente colocando uma bússola sobre um mapa de papel e certificando-se de fazer corresponder a indicação do ponto cardeal referente ao norte de um instrumento com a do outro. Na aplicação Wikiloc, a posição do norte aparece no ícone da bússola do ecrã de gravação ou de acompanhamento do percurso. Nesse ecrã, o mapa move-se automaticamente, mantendo os pontos cardeais na direção do utilizador. Para desativar essa funcionalidade, basta premir o ícone da bússola uma só vez, e o mapa permanecerá imóvel, na direção em que se encontrava no momento em que o utilizador o colocou em pausa.

As caraterísticas dos mapas:

É importante entender as peculiaridades do mapa com o qual estiver a navegar. Eis alguns dos tipos de mapas mais populares que se encontram disponíveis no Wikiloc:

Mapa de Satélite

Um telemóvel com um mapa offline da Wikiloc no ecrã
Um mapa de satélite

O mapa de satélite permite-nos obter uma representação fotográfica do planeta, com os respetivos acidentes geográficos, tais como mares, montanhas e desertos. Esse tipo de mapa é composto por fotografias tiradas por vários satélites, com qualidade suficientemente elevada para captar os detalhes mais ínfimos.

Para interpretar esses mapas, é importante analisar determinados elementos, tais como padrões, formas, texturas e cores. Por exemplo, utilizando a escala mais adequada, os vulcões e as crateras tornam-se elementos fáceis de distinguir, com base na sua forma redonda, bem como as montanhas, através das suas texturas acidentadas e onduladas. Graças às cores, é fácil deduzir se a superfície está coberta de água ou de vegetação, ou se a sua atmosfera é semelhante à de um deserto. Na maioria das vezes, a água é representada por uma cor azul-escura, enquanto as planícies de neve, de gelo ou de sal são mostradas a branco. De igual modo, as áreas cobertas de vegetação são representadas por tons verdes, enquanto os desertos se apresentam com tons castanhos.

Além das cores, os mapas de satélite também podem adicionar camadas de informações. Num mapa de satélite da Wikiloc, pode encontrar estradas, fronteiras de países, nomes de regiões, municípios e outras áreas geográficas, como por exemplo, reservas naturais. A camada de ortofotografia do PNOA do IGN (Instituto Geográfico Nacional de Espanha) também inclui imagens de satélite. Mais tarde, analisaremos melhor essa funcionalidade!

OpenStreetMap

Um telemóvel com um mapa offline da Wikiloc no ecrã
Mapa offline da Wikiloc

O OpenStreetMap é um projeto colaborativo que visa a criação de mapas gratuitos possíveis de editar por qualquer pessoa. Os mapas desse tipo incluem informações geográficas bastante precisas, obtidas através de ortofotografia, de dispositivos GPS e de outros métodos de acesso gratuito. O mapa OpenStreetMap de Espanha contém dados do IGN.

O mapa OpenStreetMap é ideal para criar percursos manualmente ou para seguir determinada rota enquanto pratica atividades ao ar livre.

Os mapas offline da aplicação Wikiloc foram gerados a partir de dados do OpenStreetMap. Pode descarregar esses mapas gratuitamente e utilizá-los sem cobertura, através da utilização de dados, ou com ligação à Internet (mesmo em modo de voo!). A fim de oferecer mais informações, a Wikiloc adicionou uma camada com alguns pontos de passagem (consultar os ícones e os seus significados). Para não ocuparem espaço valioso nos seus dispositivos, os mapas offline podem ser descarregados da Wikiloc por país ou por região.

Mapas específicos em Espanha

Mapa Base

Um computador com um mapa base do Instituto Geográfico Nacional no ecrã
Mapa base

Se estiver interessado em percursos urbanos, o mapa ideal para se orientar durante a realização da sua atividade poderá ser um mapa base. Esse mapa de fácil leitura contém bastantes informações sobre áreas residenciais. Pode consultar a cartografia de diversos municípios com as suas ruas, as suas estradas, os seus parques, ou outros elementos, tais como edifícios e limites municipais. Nas áreas rurais ou naturais, esse tipo de mapa mostra rios, montanhas e outros acidentes geográficos, através de uma representação do terreno em 3D.

Mapa Raster

Um telemóvel com um mapa raster do Instituto Geográfico Nacional no ecrã
Mapa raster

Se estiver familiarizado com os mapas impressos em papel, é provável que tenha mais facilidade em interpretar os mapas raster. Basicamente, utilizam o mesmo formato que se aplica normalmente na representação cartográfica em papel, mas em versão digital. Esse tipo de mapa permite-lhe navegar livremente por todo o território espanhol, com a escala que preferir (desde 1:2 000 000 até 1:25 000). Aumentando ou diminuindo o nível de detalhe, poderá escolher o mapa que quiser visualizar em qualquer momento específico.

Satélite – Ortofotografia do PNOA

Um computador com um mapa de satélite no ecrã - Ortofotografia do PNOA do IGN
Mapa de Satélite – Ortofotografia do PNOA

A camada de ortografia do PNOA do IGN é uma boa escolha para visualizar o seu percurso sobre determinada imagem. Essa camada de informações permite visualizar o terreno através do projeto de ortofotografia espanhol PNOA (“Plan Nacional de Ortografía Aérea”), o Plano Nacional de Ortografia Aérea de Espanha. Começando por uma escala de cerca de 1:70 000, o mapa conta com um nível de detalhe de cerca de 25 cm a 50 cm. Além disso, disponibiliza etiquetas com nomes de locais e entidades geográficas, que serão bastante úteis para fazer uma leitura adequada do mapa e para melhorar a sua orientação geográfica.

Mapa Lidar

Um computador com um mapa Lidar do Instituto Geográfico Nacional no ecrã
Mapa Lidar

Se quiser saber os detalhes dos acidentes geográficos de qualquer percurso, o mapa ideal para si é um mapa Lidar, porque lhe proporciona uma representação digital das superfícies. Nesse tipo de mapa, é utilizada uma tonalidade de cor distinta para representar cada camada, o que permite estabelecer um gradiente nas informações correspondentes à vegetação e aos edifícios, consoante a sua altura relativamente ao terreno. Também são aplicadas sombras, para transmitir uma sensação de relevo mais realista. Em seguida, esse mapa fornece-lhe uma imagem em 3D da realidade do terreno.

O Instituto Geográfico Nacional de Espanha e o Centro Nacional de Informação Geográfica de Espanha agradecem a redação deste material em colaboração com a Wikiloc.